×

'O que se destrói em período longo, não constrói do dia para noite', diz Meirelles

Fonte: Redação portal paraiba.com.br

O pré-candidato a presidente do Brasil, Henrique Meireles (PMDB), atacou a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e comentou em entrevista exclusiva ao programa Rádio Verdade da Arapuan FM que tem palanque na Paraíba e estados do Nordeste.

Meirelles disse que a crise começou no governo Dilma porque ela deixou a inflação subir, tirando o poder de compras dos assalariados e gerando desemprego. Ele não citou o fato de que o Congresso Nacional passou a travar pautas da então presidente e condicionou a crise à questão inflacionária e gastos públicos altos.

"Os gastos públicos subiram excessivamente com subsídios a empresas, empréstimos a juros baixos, e isso fez com que a incerteza aumentasse, caíssem os investimentos e isso refletia nas empresas fazendo as pessoas perderem seus empregos. Uma série de erros gerou a crise para  população brasileira e não podemos deixar o Brasil voltar atrás e repetir os mesmos erros que trouxeram tanto sofrimento", disse.

Além de creditar a crise ao governo Dilma, Meirelles ainda afirmou que o governo Temer (MDB) está conseguindo recuperar a economia e já gerou só em 2018 mais de 380 mil postos de emprego (lembrando que são aproximadamente 14 milhões de desempregados). Ele negou que a política adotada pelo atual presidente tenha agravado a crise.

Eleições 2018 - Meirelles acredita que tem palanque na Paraíba e nos estados do Nordeste (onde candidatos de direita tem historicamente uma rejeição maior). "Conversei com o senador José Maranhão nos últimos dias, e ele próprio tomou a decisão e me pediu para dar um pouco mais de tempo para ele organizar a viagem e mobilização do MDB atendendo a orientação do senador foi que marcamos a viagem para daqui há uma ou duas semanas", disse, lembrando que já visitou mais de dez estados, muitos no nordeste e tem sentido apoio da maioria dos partidários.  

Para Meireles, sua pré-candidatura terá uma vitória consagradora na convenção e histórica em outubro. 

Visão para o Nordeste  - "Acredito que poderemos criar um grande desenvolvimento no Nordeste do Brasil. Uma região com um potencial grande, muito empenhado, em de fato, produzir, trabalhar e gerar desenvolvimento para si próprio e temos olhado programas específicos na agricultura familiar e industrialização, além da possibilidade de desenvolvimento de comércio, turismo e outras fontes para gerar renda para a população", disse.